de tempos idos e outros que passaram, depressa ou devagar

23
Mar 11

Oi malta!

Depois de algum tempo em terra, resolvi voltar ao mar alto.

As terefas diárias, contínuas e longas não me deixam muito tempo para lançar as velas ao ar. Desta vez contrariei o habitual e resolvi dar umas voltas ao recinto. Barco fora da doca, depois de um longo tratamento (já bem merecido) e aí vai ele todo alegre e contente saltitando pelas pequenas ondas da ria.

Como o tempo está a favor, quase se atropelam as embarcações no pequeno espaço que têm disponível.

Já havia algum tempo que não se via tal agitação, tanto em terra como no mar. Até a senhora dos tremoços fez questão de aparecer. Num instante despachou os saquitos que trazia na sacola. Parece que o apetite era tanto que nem valorizaram a quantia que pagavam. É a crise, disseram alguns. Qual crise? Só se for a crise de falta de alimento em casa. Só pode. Mas olhando bem à situação, até é bom que assim seja, pois a crise de uns é o benefício de outros!

Deixei de lado o comércio local e tomei atenção ao leme. Acelerei a fundo e lá fui eu. Depois de longo período sem velejar, até eu fiquei surpreendido pela facilidade de manobrar o barquito. É a experiência. De tantas vezes repetir o mesmo processo, até parece que o corpo, de uma forma automática, sabe a posição a tomar sem que haja um grande controlo mental.

Depois de algum tempo a levar com o vento na testa, resolvi dar a volta para trás. Sem muito mais a relatar, cheguei ao cais, atraquei a embarcação e fiz-me à terra. De volta a casa onde me esperaria o monótono e vulgar ciclo diário.

publicado por marujo às 11:49
| |

16
Jun 09

Bem me quis parecer que não são tudo facilidades.... estranho.... parecia que eram....

Bem, a verdade é que nesta travessia marítima nem tudo são ondas. Quer dizer, toda a ondulação não é causada só pelas ondas, além das ondas do mar, temos de contar com o vento, com a correria dos marinheiros e mesmo até com o passar dos transeuntes. Transeuntes, sim. Apesar de estarmos no alto-mar, eles também por aqui passam... e a alta velocidade.

De barco ou sem barco, ai passam passam!

Vejam só esta:

Depois de algum tempo a marear por esse caminho todo, enfrentando tempestades e marés (leiam os posts anteriores) até já pareço o mestre dos lemes, e a verdade é que o marujo-mor já me deixa conduzir a embarcação (sinto-me feliz por isso)! E não é que agora vêem dizer que não temos canal? Mas o que é isto? Se calhar querem-me dizer que os homes (sim, homes) cortaram o canal e já não podemos passar! Ou mais... levaram o canal para outro lado... uiiiii. Assim tá difícil.

Eles que não queiram ensinar ao marujo-mor como marear! Ai ai ai!

Eu nem quero ver, a cara dele quando sair do porão........

Ah e tal, disseram que é do sistema.... qual sistema? Não andaram na escola a aprender a ler e a escrever? Atão ? Eu também não! É por isso que aqui estou de volta com o barril, quer dizer, com o torpedeiro.... bem, com a embarcação... e não é que até já me safo?!!! Não me venham agora dizer que lá por os transeuntes nem sequer fazerem ondas eu não posso passar pra lá do canal.... isso é que não! Se o problema é fazer ondas.... bamos lá pessoal a fazer ondas... tsunamis, se for preciso!

Podemos até ter de fazer algum náufrago, mas se tem de ser, tem de ser.... mai nada!

Agora, a desculpa de dizer que a culpa é do meco que tá ao leme que não ajudou o suficiente o meco que tava na vela, isso não é desculpa! O gajo que tava no leme nem sequer sabe do que é feito (e nem pra que serve) quanto mais ajudar! Aiiiiii..... a vida não é assim! Temos de nos ajudar! E principal, perceber onde errou a comunicação....

Mau.... chegou um fax! Grande fax deve ser, nunca mais pára de sair papel! (poing) Ganda malha! Haviam de ter ouvido! Acho que bateu com a cabeça no fundo da canoa! Vem aí o marujo-mor!

Xau pessoal! E passem mais vezes! Tenho de ir....... fui.....

 

 

Marujo-aprendiz (o outro tá a chegar)

publicado por marujo às 01:08
| |
sinto-me: Fulo!

Ir à pesca
 
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30
31


Diário de bordo
2011

2010

2009

subscrever feeds
Navegações
blogs SAPO